A Literacia dos portugueses «tem de aumentar rapidamente»

 

O relatório intitulado “A Dimensão Económica da Literacia em Portugal: uma análise”, apresentado, recentemente pelo seu coordenador, Scott Murray,  conclui que é necessário dar continuidade às reformas educativas em curso em Portugal, para que o país possa manter a competitividade nos mercados internacionais.

O estudo revela existir uma relação directa entre literacia e economia – quanto mais baixo é o nível de literacia maiores são as dificuldades económicas do país –, algo que implicitamente sabíamos, mas que nenhuma análise séria havia estabelecido claramente, e põe a nu resultados francamente negativos que colocam Portugal, a par da Grécia e da Polónia, entre as nações europeias com mais baixos níveis de literacia.

Portugal é mesmo considerado um caso atípico, na medida em que, em muitas situações, não valoriza convenientemente o nível de formação dos indivíduos, reconhecendo e compensando-os por uma formação ao longo da vida. Bem ao contrário, um número considerável de pessoas vai perdendo literacias adquiridas aquando da sua formação inicial por falta de aplicação das mesmas ou de actualização.

Iniciativas como o Plano Nacional de Leitura ou as Novas Oportunidadesestão no caminho certo, mas não são suficientes”, defendeu Scott Murray.

A merecer a nossa leitura, análise e reflexão.

Rosário Santos
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: