2.ª Conferência da ESREA – Educação de Adultos

 
A Unidade de Educação de Adultos organiza nos dias 25, 26 e 27 de Outubro de 2011 na Universidade do Minho, no Instituto de Educação no Campus de Gualtar, a segunda conferência da rede Educação e Aprendizagem de Idosos (Education and Learning of Older Adults – ELOA) da Sociedade Europeia de Investigação para a Educação de Adultos (ESREA) intitulada Elderly, Education, Intergenerational Relationships and Social Development.

Esta conferência dirige-se a profissionais de diferentes áreas, designadamente investigadores, técnicos superiores de serviço social, sociólogos, técnicos superiores de educação, psicólogos, animadores sócio-educativos, formadores, técnicos de instituições de solidariedade social, responsáveis autárquicos e culturais, membros e dirigentes de associações culturais e recreativas interessados nas temáticas da educação de idosos, das relações intergeracionais e do desenvolvimento social. 

 
Apresentação da Conferência em:
Posted by Rosário Santos 
Anúncios

Quadro Europeu de Qualificações – Novo portal

QUADRO EUROPEU DE QUALIFICAÇÕES (EQF) é um novo portal que foi recentemente criado pela COMISSÃO EUROPEIA.

Para além de oferecer um referencial comum de grande interesse e utilidade para comparar sistemas, quadros e níveis de qualificação de escala nacional, este portal serve como instrumento de tradução, ao tornar as qualificações dos diferentes sistemas e países da Europa mais inteligíveis e compreensíveis, promovendo a aprendizagem ao longo e através da vida, bem como a mobilidade dos cidadãos europeus para estudar ou para trabalhar além fronteiras.

Como forma de operacionalizar o EQF, os países europeus que participam no “Educação e Formação 2020” são convidados a articular os seus níveis de qualificação nacionais com os níveis adequados do EQF e a indicar, em todos os novos certificados de qualificação, diplomas e documentos Europass, o nível de EQF relevante.

Este portal, disponibiliza, também, informações sobre a implementação do “EQF” e sobre “Termos Chave” já acordados entre todos os países que participam no “EQF” e que devem ser adoptados em todos os processos de cooperação entre actores nacionais e internacionais aquando da implementação do “EQF”. Vai mais além, procurando  recolher Documentação” pertinente: textos legais da Recomendação sobre a criação do “EQF”, outros documentos políticos chave e notas “EQF”, assim como “Links” úteis que conduzem a outras fontes de informação que podem ser utilizadas para comparar qualificações.

( Clique na imagem para aceder ao portal )

Através deste portal, é também possível ler e assinar as várias edições da “EQF Newsletter”.

Fonte: Direito de Aprender
Posted by Rosário Santos

Centros Locais de Aprendizagem

 

Gostaria de partilhar com todos os leitores, este  interessante artigo  sobre os Centros Locais de Aprendizagem.

 

“Os Centros Locais de Aprendizagem são núcleos vocacionados para a promoção de actividades orientadas pelos princípios da Aprendizagem ao Longo da Vida .

Resultam da criação de parcerias entre a Universidade Aberta e a sociedade civil, procurando desenvolver uma intervenção, em termos culturais e educativos, enquadrada nas dinâmicas locais e de acordo com as especificidades da respectiva área de influência.

Pretendendo favorecer o acesso de amplos sectores populacionais à Sociedade da Informação e do Conhecimento, a sua acção privilegia a aquisição de competências no uso das Tecnologias Digitais, bem como o desenvolvimento de outras competências – académicas, profissionais, culturais e cívicas – em diferentes áreas.

Neste sentido, dinamizam acções educativas de âmbito formal, não-formal e informal, com vista à oferta de oportunidades de aprendizagem às populações que, por circunstâncias geográficas, são particularmente susceptíveis de exclusão.

Cabe ainda aos Centros Locais de Aprendizagem facultar o suporte logístico e instrumental aos estudantes residentes na respectiva área de intervenção, assim como a responsabilidade de coordenação e organização do processo de avaliação presencial.

A divulgação da oferta educativa da Universidade Aberta e da especificidade do seu sistema de ensino-aprendizagem faz parte das funções atribuídas aos Centros Locais de Aprendizagem.”

Actualmente, existem os seguintes Centros Locais de Aprendizagem da U.A.: Abrantes, Cantanhede, Coruche, Grândola, Mêda, Peso da Régua, Ponte de Lima, Praia da Vitória, Reguengos de Monsaraz, Ribeira Grande, Sabugal, São João da Madeira e Silves.

Fontes: Universidade Aberta e Direito de Aprender
Posted by Rosário Santos
 

Iniciativa Novas Oportunidades – Avaliação externa

Muito se tem falado, nestes últimos tempos, na Iniciativa das Novas Oportunidades.

No âmbito do Estudo de Avaliação Externa do Eixo Adultos da Iniciativa Novas Oportunidades (2009-2010), realizado por uma equipa de investigação da Universidade Católica Portuguesa coordenada pelo Eng. Roberto Carneiro, encontra-se para consulta neste blogue, o  RELATÓRIO que integra os principais resultados, conclusões e recomendações referentes ao segundo ano de investigação e avaliação.

Este documento constitui  uma oportunidade de reflexão e de debate por parte dos principais operadores do Sistema Nacional de Qualificações. Parceiros sociais e inúmeras empresas consideram-na uma aposta indispensável e um investimento no capital humano, determinante na produtividade e desempenho de qualquer organização.

Convém recordar, que todos os Estados-Membros da União Europeia, definiram estratégias no sentido de pôr em prática políticas coerentes de aprendizagem ao longo da vida, assentes em módulos constitutivos determinados em função de 4 eixos: a cidadania activa, a realização pessoal, a empregabilidade e a inclusão social.

 A Iniciativa  Novas  Oportunidades procura, efectivamente, responder às solicitações da União Europeia no âmbito dos 4 eixos. É aceitável pensar, que mais e melhor se pode fazer.

Decisivo, será assegurar no futuro uma formação de qualidade que possa responder às novas exigências do mundo do trabalho e tornar o país mais competitivo.

 

Posted by Rosário Santos
 

Concurso – Logo Direitos Humanos

Os Direitos Humanos ainda não têm um logótipo reconhecido mundialmente. Se tem espírito criativo, não deixe passar esta oportunidade e concorra a uma iniciativa que pretende escolher um logótipo que possa ser internacionalmente aceite como o logo dos DIREITOS HUMANOS. Participe com o seu desenho enviando para, http://humanrightslogo.net/

Prazo de entrega: 31 de Julho próximo

Visite o site e comece hoje o processo de criação, colocando a sua inspiração e imaginação ao serviço de tão nobre causa. Pode ser que o seu logo venha a ser o símbolo mundial dos direitos humanos, aparecendo em todos os lugares onde estão em causa estes direitos. Será atribuído um prémio de 5000 euros ao primeiro lugar, de 3000 euros ao segundo e de 1000 euros ao terceiro lugar.

Serão aceites trabalhos em qualquer tipo de formato – pintura, design digital, desenho à mão, etc – coloridos ou preto e branco. As únicas palavras permitidas são “Human Rights” (Direitos Humanos). Arquivos de vídeo e áudio são vedados pela organização.

Aposte neste concurso!

Posted by Rosário Santos